0

Projeto Leitura das Parlendas

   PROJETO LEITURA DAS PARLENDAS 
                                                               
                                             

Objetivos
- Ler textos conhecidos de memória, ajustando o oral ao escrito.
- Construir conhecimentos sobre o funcionamento do sistema de escrita alfabético.
Conteúdo
- Leitura.
Anos
1º e 2º.
Tempo estimado
Um mês.
Material necessário
Livro Salada, Saladinha (Maria José da Nóbrega e Rose Pamplona, 56 págs., Ed. Moderna, tel. 0800-17-2002, 20 reais), cartolinas e lápis de cor.
Desenvolvimento 1ª etapa
Selecione parlendas diversas, inclusive as que os alunos já conhecem. Escreva cada uma delas em cartazes para apresentá-las ao grupo e organize um momento para brincar com elas. Assegure-se de que as crianças consigam recitar os textos coletiva e individualmente.
Flexibilização para deficiência intelectual
Reproduza esses cartazes em folha sulfite e encaminhe ao AEE para que o aluno tenha mais oportunidade de aproximação e memorização.
2ª etapa

Apresente o livro Salada Saladinha e proponha a publicação de uma coletânea de parlendas organizada pela turma. Oriente os alunos a decidir aspectos como "quem serão os leitores". Em grupos, eles devem manusear o livro para observar como ele é organizado. 
Flexibilização para deficiência intelectual
Explique individualmente para o aluno, dê exemplos de atividades semelhantes que ele já participou e mostre algumas produções.
3ª etapa
Produza com a classe uma lista com o nome das parlendas conhecidas e proponha que selecionem as que vão compor a coletânea. Liste as tarefas que devem ser cumpridas para a organização da publicação, como a seleção de textos e a elaboração da dedicatória, das ilustrações e da capa, definindo o prazo para o lançamento.
4ª etapa
Distribua para cada dupla cópias de parlendas escritas em letra bastão, misturando um texto selecionado a outros do mesmo gênero que não foram escolhidos para o livro. Nenhum deles deve conter o título, para que os alunos tenham de fazer a leitura do texto inteiro a fim de identificá-los. Para selecionar o o que entregar a cada dupla, atente-se para as características quantitativas e qualitativas das parlendas. Observe o conjunto abaixo. A tarefa das crianças é localizar a parlenda Santa Luzia:

Texto I
SANTA LUZIA
PASSOU POR AQUI
COM SEU CAVALINHO
COMENDO CAPIM
SANTA LUZIA
QUE TINHA TRÊS FILHAS:
UMA QUE FIAVA
UMA QUE TECIA
UMA QUE TIRAVA
O CISCO QUE HAVIA

Texto II
SANTA CLARA CLAREOU,
SÃO DOMINGOS ALUMIOU.
VAI, CHUVA!
VEM, SOL!
VAI CHUVA!
VEM SOL!
PRA SECAR O MEU LENÇOL!

Texto III
CORRE, RATINHO
QUE O GATO TEM FOME
CORRE, RATINHO
QUE O GATO TE COME

Entregar aos estudantes os textos I, II e III; ou os textos I e II, ou ainda os textos I e III, consiste em decisões didáticas que apresentam distintos problemas de leitura. Entre Corre Ratinho e Santa Luzia, há mais contrastes quantitativos e qualitativos do que entre Santa Luzia e Santa Clara Clareou, o que torna a tarefa mais desafiadora.
A leitura dos textos I, II e III pode colocar desafios para as crianças que já pensam nos aspectos quantitativos do sistema de escrita, enquanto a proposta com os textos I e III é desafiadora para quem está começando a considerá-los. O tamanho das parlendas, a quantidade de estrofes, as letras usadas e a existência ou não de termos repetidos nos textos são alguns dos índices a considerar ao planejar as sessões de leitura.
Como sabem o que está escrito, antecipar onde isso está escrito é a primeira estratégia usada pelos estudantes. Nessas sessões de leitura, a ação dos alunos será buscar ajustar as cadeias orais aos segmentos escritos. Não é óbvia para eles a relação entre o oral e o escrito, entre as partes e o todo. Desse modo, favoreça que possam colocar em jogo o que sabem sobre o sistema de escrita, mas passem a incluir, ao longo das sessões, novos aspectos não considerados inicialmente.
Garanta que todos justifiquem essas antecipações levando em conta as marcas gráficas do texto. Identificados os textos a ser publicados, recolha as parlendas não selecionadas, deixando com cada dupla a parlenda escolhida. Solicite que todos planejem e executem as ilustrações dos textos e da capa do livro.
Flexibilização para deficiência intelectual
Diferencie as tarefas em cada grupo e flexibilize o tempo para o aluno com deficiência. Estimule o desenvolvimento oral dele. Peça que a família leia parlendas para ele e, de tarefa, que faça as ilustrações do livro.
5ª etapa
Reúna as parlendas ilustradas e a capa, proponha a escrita da dedicatória e comunique à comunidade escolar o lançamento da coletânea.
Produto final
Coletânea de parlendas.
Avaliação
Observe os progressos dos alunos em relação à construção do sistema de escrita e ao desenvolvimento de comportamentos leitores:
- Os estudantes memorizaram e se divertiram com as parlendas?
- Ampliaram o repertório de parlendas conhecidas?
- Realizaram as tarefas de leitura, arriscando-se a antecipar o que estava escrito e verificando as antecipações, considerando as marcas gráficas e os índices quantitativos e qualitativos?

Coletânea de parlendas e quadras populares
BOCA DE FORNO
FORNO
TIRA UM BOLO
BOLO
SE O MESTRE MANDAR!
FAREMOS TODOS!
E SE NÃO FOR?
BOLO!


MORAVA NA AREIA, SEREIA
ENCONTREI O MEU AMOR, SEREIA
APRENDI A NAMORAR, SEREIA
LÁ NO FUNDO DO MAR
OH! SEREIA


SANTA LUZIA
PASSOU POR AQUI
COM SEU CAVALINHO
COMENDO CAPIM
SANTA LUZIA
PASSOU POR AQUI
TIRE ESSE CISCO
QUE CAIU AQUI

HOJE É DOMINGO
PEDE CACHIMBO
CACHIMBO É DE BARRO
BATE NO JARRO
O JARRO É FINO
BATE NO SINO
O SINO É DE OURO
BATE NO TOURO
O TOURO É VALENTE
BATE NA GENTE
A GENTE É FRACO
CAI NO BURACO
O BURACO É FUNDO
ACABOU-SE O MUNDO
MEIO-DIA
MACACO ASOBIA
PANELA NO FOGO
BARIGA VAZIA.


QUEM COCHICHA
O RABO ESPICHA
COME PÃO
COM LAGARTIXA
QUEM RECLAMA
O RABO INFLAMA
QUE ESCUTA
O RABO ENCURTA


GALINHA GORDA!
GORDA ELA!
CADÊ O SAL?
ESTÁ NA PANELA!
VAMOS A ELA?
VAMOS!


LÁ EM CIMA DO PIANO
TEM UM COPO DE VENENO
QUEM BEBEU MORREU
O CULPADO NÃO FUI EU
LÁ NA RUA VINTE E QUATRO
A MULHER MATOU UM GATO
COM A SOLA DO SAPATO
O SAPATO ESTREMECEU
A MULHER MORREU
O CULPADO NÃO FUI EU.


CORRE CUTIA
NA CASA DA TIA.
CORRE CIPÓ
NA CASA DA VÓ.
LENCINHO NA MÃO
CAIU NO CHÃO!
MOÇA BONITA
DO MEU CORAÇÃO.
- POSSO JOGAR?
- PODE!
- NINGUÉM VAI OLHAR?
- NÃO!


MINHA MÃE MANDOU
EU ESCOLHER ESTE DAQUI
MAS COMO EU SOU TEIMOSO,
VOU ESCOLHER ESTE DAQUI


BALANÇA, CAIXÃO!
BALANÇA VOCÊ!
DÁ UM TAPA NO BUMBUM
E VAI SE ESCONDER!


UM, DOIS,
FEIJÃO COM ARROZ
TRÊS, QUATRO,
FEIJÃO NO PRATO
CINCO, SEIS,
FEIJÃO INGLÊS
SETE, OITO,
COMER BISCOITO
NOVE, DEZ,
COMER PASTÉIS


Quadras populares

NÃO HÁ TINTA NESSA RUA
NEM PAPEL NESSA CIDADE
NEM CANETA QUE CONSIGA
DESCREVER MINHA SAUDADE


A ROSEIRA QUANDO NASCE
TOMA CONTA DO JARDIM
EU TAMBÉM ANDO BUSCANDO
QUEM TOME CONTA DE MIM


LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
TEM UM TACHO DE MELADO
QUEM NÃO SABE CANTAR VERSO
É MELHOR FICAR CALADO.




O que são Parlendas ?

As parlendas são formas literárias tradicionais, rimadas com caráter infantil, de ritmo fácil e de forma rápida. Não são cantadas e sim declamadas, em forma de texto, estabelecendo-se como base a acentuação verbal. São escritas em versos de 5 ou 6 sílabas para recitar. O objetivo de uma parlenda é apenas o ritmo como ela se desenvolve. O texto verbal é uma série de imagens associadas, obedecendo apenas o senso lúdico, podendo ser destinada à fixação de números ou idéias primárias, dias da semana, cores, entre outros conceitos. 



TRABALHANDO COM PARLENDAS



Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Incentivar os alunos à leitura de se  parlendas como recurso lúdico, já que se apresentam como brincadeiras.
Distinguir o texto falado do texto escrito durante a leitura;
Desenvolver habilidades de expressão escrita e oral e valorizar nosso acervo cultural oral que passa de geração em geração.
O trabalho contribuirá também para o desenvolvimento da oralidade.
Duração das atividades
1 aula e meia (aproximadamente 80 minutos).
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Fazer um levantamento sobre as parlendas que os alunos já conhecem.
Estratégias e recursos da aula
Momento 1
O professor conversará com os alunos explicando o que é parlenda, ou seja, formas literárias tradicionais, rimadas, com caráter infantil, de ritmo fácil e de forma rápida. Não são cantadas e sim declamadas em forma de texto. São versos recitados para entender, acalmar, divertir as crianças, ou definir quem inicia a brincadeira ou o jogo. Após conceituar parlenda, o professor deve levar para a sala de aula um som e apresentar aos alunos a seguinte parlenda através de um CD, anteriomente gravado (faixa número 11).
Hoje é domingo
Pede cachimbo
O cachimbo é de barro
Bate no jarro
O jarro é ouro
Bate no touro
O touro é valente
Machuca a gente
A gente é fraco
Cai no buraco
O buraco é fundo
Acabou-se o mundo



Momento 2
Escrever mais algumas parlendas no quadro para as crianças lerem e se familiarizarem com o tipo de texto. Sugestões:
 Um, dois, feijão com arroz,
 Três, quatro, feijão no prato,
 Cinco, seis, falar inglês,
 Sete, oito, comer biscoito,
 Nove, dez, comer pastéis.


Sol e chuva
Casamento de viúva
 Chuva e sol
 Casamento de espanhol

Papagaio loiro
Do bico dourado
Leva essa carta
 Pro meu namorado


 O doce perguntou pro doce
 Qual é o doce mais doce
 O doce respondeu pro doce
 Que o doce mais doce
  É o doce de batata doce.

 

ATIVIDADES

























         






0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...